A P E L O A O S “CONTRA” A O S ANTI TAURINOS

Parecerá estranho o pedido que eu, acérrrimo defensor dos espetáculos tauromáquicos, vou fazer àqueles que, invocando louvável preocupação pelo sofrimento dos toiros, me querem privar do mesmo. No entanto,  motivo forte e sério, leva-me a tal anómala iniciativa.

Sucede, que mesmo não concordando com os discutíveis  argumentos dos “contra”, reconheço que, pelo menos à primeira vista, eles proveem de pessoas de sólida formação moral, possuidoras de caridosos sentimentos cristãos que não suportam, não admitem nem gostam, de ver o terrrivel, segundo eles, sofrimento que numa tourada, é infligido a um animal. À partida, são de aplaudir e respeitar, os bons sentimentos que motivam as suas ações. É mesmo esse reconhecimento que está na origem deste apelo.

Ontem, dia 6/9/14, pelas dezanove horas, na Estação de Santa Apolónia, tive oportunidade de assistir a uma manifestação de solidariedade, bondade, caridade, que me chegou a emocionar – e que, segundo me disseram, se repete todos os dias. Vi chegar três carros PARTICULARES que estacionaram no passeio fronteiro à estação. A movimentação dos “sem abrigo” que por ali andavam, chamou-me a atenção. Todos se dirigiram para os carros formando, voluntaria e ordeiramente, filas.

Foi então que vi a razão de toda aquela movimentação. Dos carros saíram cinco ou seis SENHORAS, que foram distribuindo pelos “sem abrigo” comida e carinho. Sem usarem megafones ou cartazes  para propagandear a sua ação, sem provocar ou insultar os que se limitavam a assistir. E se tivessem o espírito ditatorial dos “contra”, tinham motivo forte para o fazer – a indiferença ou o olhar para o lado, dos que presenciavam o que se passava, era realmente chocante.

Como disse eram SÓ cinco ou seis SENHORAS e os “sem abrigo”, uns trinta. As manifestações, os “Meets” (como se diz enfaticamente), juntam quarenta a cinquenta  “contra”, anti taurinos. É a constatação de todos estes factos que me deu a ideia de escrever este texto, que vou dirigir aos “contra”, aos anti taurinos, esperançado que acedam ao pedido/sugestão que lhes faço.

Pela sua preocupação pelo sofrimento infligido aos toiros, manifestam os bons sentimentos que possuem. Considerando que os mesmos se manifestem também, se virem  o sofrimento, as carências dos “sem abrigo”, de mulheres e homens e a falta, de meios humanos para os ajudar, se voluntarizem para irem ajudar essas SENHORAS que abnegadamente, sem espalhafato, tendo como compensação, apenas a sua satisfação pessoal, aparecem em Santa Apolónia. E não só. Igualmente no Terreiro do Paço.

Infelizmente, em Portugal, há várias circunstâncias para demonstrarmos os nossos bons sentimentos. Não é apenas nos tais “Meets” à porta dos tauródromos.

Carlos Patrício Álvares (Chaubet)

Anúncios

Uma resposta

  1. Mas Senhor Carlos Álvares, uma coisa não impede a outra. As pessoas não são limitadas ao ponto de não conseguirem lutar por mais do que uma causa.

    Repare que o anti-touradas que se manifesta à porta do Campo Pequeno também pode ajudar a liga portuguesa contra o cancro, a APELA (agora tão em voga), o banco alimentar contra a fome, etc. Do mesmo modo que o aficionado, por gostar de ver a luta do toiro, não significa que não ajude associações de protecção animal. Temos de alargar os horizontes e perceber que uma causa não prejudica outra e que não há só o preto e o branco.

    Penso que na luta contra a pobreza, estamos todos do mesmo lado. Aficionados e antis. O senhor e eu.

    E, apesar de não se manifestarem à porta do CP, quem sabe se essas senhoras bondosas não serão contra as corridas de toiros?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: