I N T E L I G Ê N C I A E R E A L I S M O

A decisão que os atuais responsáveis pela gestão da parte tauromáquica do Campo Pequeno, tendo à  frente a Drª Paula Mattamouros Resende, o Matador de Toiros Rui Bento Vasques, como Diretor da Atividade Tauromáquica e o Dr Paulo Pereira responsável pelas Relações Públicas e Comunicação Social, tomaram, mostra bem o interesse e realismo com que seguem a situação daTauromaquia Nacional e a fase economicamente difícil que o nosso País atravessa.

O espetáculo tauromáquico é do agrado de grande número de portugueses.Mesmo quando não enchem, as praças não deixam de ter uns milhares de espectadores. Muito acima do que os “contra”, os anti taurinos, dizem. A existência do Forcado e o seu ineditismo dão o carater nacional ao evento sendo,simultaneamente, motivo de atração para quem nos visita. Assim, ponderando com inteligência em todos estas circunstâncias e,conhecendo a grande aficion existente, decidiram baixar o preço dos bilhetes e dando atenção especial, aos filiados na Associação Nacional de Grupos de Forcados.

Comportamento realista e de louvar, que contribue para que os aficionados mantenham a sua aficion, indiferentes aos ridículos e, muitas vezes, ordinários ataques que , acoitados na net, uns individuos, travestisados de caridosas almas, desde 1809, inutil mas teimosamente, lhe fazem.

Mas a frustração sentida pelos aficionados, por as suas dificuldades económicas os impedirem de assistir ao seu espetáculo de eleição, e a consequente diminuinuíção de assistência que as férias de Verão provocam, levaram à  anulação de uma das corridas programada. Certamente terão pensado, deste modo não causar complexos ou frustações  àqueles que gostariam de vir ao espetáculo e só não o fazem por uma questão financeira e, ao memo tempo, defendendo-se de um possível prejuízo, devido a menos assistência, resultante de toda esta situação.

Tal medida porém, embora racional e objetiva, deu de imediato aos “contra”, aos anti taurinos, pretexto para especulações. A supressão de um espetáculo era o sinal do fim da Tauromaquia. Infantilmente disseram.Um espetáculo com menos assistencia, é iguamente aproveitado para a mesma fantasia.

Se fosse oportunista como eles, perante as pífias manifestações anti taurinas, feitas junto às praças de toiros, cada vez com menos estéricos, barulhentos e irrequietos adolescentes, diria que tais manifestações pouco mais tempo têm de vida. E, com mais objetividade . Figuras ridículas, toleradas e feitas na juventude, são dificeis de repetir quando se cresce. Esse o motivo porque a faixa etária dos manifestantes, se situa à volta dos vinte anos.

Carlos Patrício Àlvares (Chaubet)

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: