EXPOSIÇÃO AO GOVERNO

Exmo Senhor Pedro Passos Coelho, Primeiro Ministro e Exmos Senhores Ministros: Rui Machete – Paulo Portas – Maria Luís Albuquerque – Pedro Aguiar Branco – Manuel Macedo – Paula Teixeira da Cruz – Luís Marques Guedes – Miguel Poiares Maduro – António Pires de Lima – Jorge Moreira da Silva – Assunção Cristas – Paulo Macedo – Nuno Crato- Pedro Mota Soares

Carlos Alberto Neves Anapaz Patrício Álvares, contribuinte 100390358, morador na rua Capitão Humberto de Ataíde, nº 1 – 3º frente, 1170 Lisboa, vem chamar a atenção de Vossa Excelência, para um assunto suscetível de prejudicar o pleno uso dos meus direitos, e os de milhares de portugueses.

Tive conhecimento de que alguns grupos de cidadãos, a exemplo do que outros já haviam feito em 2012 e se verificou ter sido uma ação fraudelenta, como informa a Wikipédia tecionam dirigir-se novamente a Vossas Excelências, à Assembleia da República, pedindo a abolição das touradas.

Sou apreciador e defensor dos espetáculos tauromáquicos. Encontro neles emoção, estética, valentia, estoicismo, solidariedade e voluntariedade no perigo. Sou também sensível à ajuda que a sua existência representa para quem neles é envolvido: bilheteiros, porteiros, seguranças, arrumadores, pessoal dos curros e de arena, emboladores, pessoal dos bares, banda de música, publicitários,diretor de corrida, assessor, cornetim, autoridades e peões de brega, médico, enfermeiros e bombeiros. Todos eles fazem parte do espetáculo, e encontram nele a receita extra, por vezes bem necessária, para equilibrar um orçamento infelizmente, muitas vezes, deficiente. Claro que se pensa logo nos principais atores do espetáculo: cavaleiros, forcados, matadores, novilheiros. Nas fortunas que ganham. Os Forcados nada ganham. Apesar do perigo que correm e de algumas mortes já registadas, continuam a ser amadores. Aos outros sim mas, não a todos, pagam-lhes bem. O valor da vida que eles arriscam em cada atuação. Mas a admiração, o prestígio e popularidade que adquirem, criou-lhes inimigos.

Os “contra”, os anti taurinos ou anti touradas, invejando o portagonismo alcançado, frustrados por não terem valor para conseguir o mesmo, além de os denegrirem, matreiramente, arranjaram oportuno pretexto para os atacar. Oportunistas, dizem ser contra o castigo que os toiros sofrem numa tourada que protestam. Descarada hipocrisia!…Se fossem sinceros esses bons sentimentos de compaixão ajudariam, em primeiro lugar, as pessoas, os carenciados, que vemos por Santa Apolónia e Terreiro do Paço, esperando a comida e carinho que gente realmente caridosa lhes leva. Imagem que por me chocar e emocionar profundamente, sempre invoco.

Por ser um assunto que me sensibiliza muito, talvez me tenha alongado em demasia. Peço desulpa do tempo que lhes tomei. No entanto, o receio de que a raivosa teimosia dos “contra”, dos anti taurinos ou anti toutradas, com os seus habituais truques e mentiras, os convença a votar, como eles querem, a abolição das touradas, a isso me leva.

Agradecendo o interesse que se dignem dispensar a esta minha exposição, com esperança de que a sua análise seja benéfica para os aficionados e para todos os envolvidos no espetáculo tauromáquico,

Com considerção e respeito

Carlos Alberto Neves Anapaz Patrício Álvares

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: