SOLIDARIEDADE E EDUCAÇÃO

DITADURA PERTENCE AO PASSADO

Este meu apontamento vai primeiramente para a Professora Catedrática Maria Alzira Seixo, ofendidada e caluniada por quem aproveita a internet e a liberdade de expressão, para desabafar as suas frustrações, conseguir o protagonismo que ambiciona e que, de outro modo, não tem qualidade para alcançar. Aliás, pelos mesmos motivos, há mais quem tenha igual atitude.Um ataque aos espetáculos tauromáquicos, devido à popularidade de que estes gozam, pareceu-lhes estratégia ideal para alcançarem o seu objetivo. Desta vez o pretexto para o ataque, baseou-se na opinião imparcial que uma

Professora, de elevado nível social e bem inserida na sociedade, confiada e ingenuamente, emitiu mas que, para estes “contras”, anti taurinos ou anti touradas irredutíveis, prepotentes e pretensiosos, tinha uma lacuna imperdoável, não atacava a Tauromaquia.

Pois minha SENHORA, tive conhecimento do desagrado que lhe causaram os comentários feitos pelos extremistas anti touradas ao que escreveu e que, embora longe de constituírem um elogio à Tauromaquia, gostei de ler. Quanto a ter sido criticada pelos fundamentalistas anti touradas,usando um velho adágio,numa interpretação livre, digo-lhe:”PÉROLAS NÃO SE MANDAM A”……TODOS. Se inadvertivamente o fazemos, arriscamos provocar reações desagradáveis,

Agressivas, ordinárias, ofensivas e provocadoras, agudizadas neste caso, pela deceção que representou para estes “jihaidistas” à portuguesa, o resultado da votação no Parlamento Europeu sobre o fim das touradas. Custou-lhes “engolir” que a proposta para o fim das touradas, tão ansiosamente esperada e cuja votação favorável a esse desígnio, era propagandeada com antecedência, fosse amplamente derrotada por mais que o dobro de votos – 690/323.

Mas os “contra”, por aceitáveis convicções morais as quais humanamente se aceitam ou por, perdido o  pretexto “ESPETÁCULOS TAUROMÁQUICOS”, não terem imaginação ou conhecimentos para manterem os seus blogs, razão que será censurável,não desistem. Insistem numa espécie de “guerra santa”.

“É PRECISO FAZER GRANDE PRESSÃO A PARTIR DAS RUAS, UM POUCO POR TODO O PAÍS, APELO À FORÇA DO POVO”.(Uma espécie de caricato

PREC taurino). Todavia, depois destas declarações mobilizadoras, descuidamente, diz: “DESDE HÁ ANOS, PASSO A PASSO, CAMINHA-SE PARA A ABOLIÇÃO DA TAUROMAQUIA NO MÉXICO”. Ignoro há quanto tempo começaram a referida caminhada mas por cá, essa ambição, segundo um, neste caso confiável, blog dos “contra”, tem 209 anos e o “prec” taurino, apenas serve para os “contra” ganharem visibilidade a que aspiram.

Notícias dizem que o almejado Estado Islamico, impulsionado por uma ideologia que considera ideal e que, eventualmente, até pode ser justificada, em nome dela corta cabeças, tortura, escravisa e mata pessoas. Não terão as exigências e imposições dos “contra”, dos anti taurinos ou anti touradas mas,a coberto de bonita mas discutível causa, não será o seu comportamento, semelhante ao desta gente? Não fazem nenhuma das barbaridades mencionadas, mas não deixam de querer impor à força a sua vontade, sem respeito pela liberdade e direitos de cada um.

Carlos Patrício Álvares (Chaubet)

 

Muito bom!

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: